Escolha uma Página

É importante ter cuidado e boas práticas durante todo o processo de produção de colheita do café para garantir os melhores sabores e maiores rendimentos dos grãos, de acordo com os Estudos da Empresa Brasileira Agropecuária (EMBRAPA).

Todo o processo deve ter cautela durante produção, mas o período da colheita é extremamente importante para a safra. Deve ser colhido no período adequado e ter a certeza que o fruto estará maduro suficiente para este momento, senão, pode ocasionar em 30% da perda da colheita. Se não estiver maduro, o café perde sua qualidade, afeta o sabor, além de gerar péssimas classificações nos pesos e rendimentos, gerando prejuízo na comercialização.

Três medidas ideais podem facilitar a colheita e produzir uma boa safra. A primeira é realizar a colheita no período certo. Deixar os grãos passar do ponto pode atrair pragas na plantação e isso pode prejudicar toda a safra e gerar um grande prejuízo. A retirada de todos os frutos do cafeeiro beneficia a safra seguinte, uma vez que reduz a população da broca (praga comum em cafezais), que se alimenta exclusivamente de café.

Outra dica para os produtores dos cafezais é a retirada manual dos frutos, com o apoio de um pano estendido debaixo do cafeeiro, impede o contato dos grãos com o solo e ajuda a diminuir a infestação da broca. Já a secagem deve ser feita em terreiros ou secadores apropriados. Deixar o grão em sacas ou amontoado em ambiente úmido favorece a fermentação e compromete, tanto a qualidade da bebida, quanto seu valor comercial. Para o transporte, são recomendadas sacas de aninhagem (pano de juta) e não de plástico.